Administradora de condomínio – o braço direito do síndico

Saiba qual o seu papel e como escolher uma boa administradora de condomínios.

As obrigações na gestão condominial há muito tempo não se resumem apenas a atas de reuniões, boletos e cumprimento da convenção. O trabalho do síndico hoje demanda muitas tarefas e resoluções de problemas. Contar com a ajuda de uma boa administradora de condomínios, além de diminuir a carga do síndico, o libera para exercer melhor seu papel de gestor.

Mas qual é o papel da administradora de condomínio? O principal é auxiliar nos processos burocráticos e realizar as principais demandas administrativas, como, por exemplo, organizar as contas a pagar, emissão de boletos, controle de receitas do condomínio. As tarefas dela também incluem obrigações fiscais, jurídicas, trabalhistas e obrigações sociais com os moradores.

Benefícios na contratação de uma administradora de condomínio.

A divisão de trabalhos entre o síndico e a administradora pode trazer vários benefícios para a melhoria do cotidiano de um condomínio. Uma boa administradora deve oferecer métodos que simplifiquem a vida do síndico e dos condôminos e sempre buscar novos recursos para que isso aconteça.

Entre os benefícios de ter uma administradora de condomínios estão:

Melhoria na contabilidade: Com a ajuda de profissionais capacitados a administradora faz o controle de datas de pagamentos e recebimentos, além da organização financeira evitando riscos de multas, por exemplo. Importante dizer que o síndico deve sempre ficar atento e acompanhar esse trabalho da administradora para garantir o cumprimento de prazos e a transparência nos números apresentados.

Gestão de pessoas: O departamento pessoal da administradora é responsável pelos trabalhos que envolvem os funcionários do condomínio. Realiza admissão e demissão, cuida dos salários, férias, benefícios. É importante também a administradora estar sempre atenta às obrigações tributárias e trabalhistas, oferecendo retaguarda segura para que sejam cumpridas corretamente. 

Economia em serviços: Muitas vezes as administradoras possuem parcerias com diversos serviços e essa relação pode ser positiva para a saúde financeira do condomínio. Caberá a administradora encontrar prestadores que apresentem melhor custo benefício para o trabalho que será realizado.

Outro ponto gerador de economia é a não necessidade de contratação de pessoas para trabalhos específicos. O contrato com a administradora já engloba vários serviços os quais seriam necessárias diferentes contratações. Isso evita o gasto com inúmeros encargos trabalhistas para o orçamento do condomínio.

Antes de decidir pela contratação da administradora é necessário analisar a receita do condomínio para garantir que o contrato caiba dentro do orçamento. A decisão da escolha da administradora é feita pelos próprios condôminos em assembleia e a contratação é de responsabilidade do síndico.

A escolha da administradora deve levar em consideração alguns pontos importantes:

  • A administradora oferece os serviços que o condomínio necessita.
  • A administradora tem experiência dentro do mercado de trabalho. 
  • Opinião de outros síndicos que trabalham com a administradora.
  • Existem reclamações a respeito ou processos em andamento?

O objetivo principal para contratar uma administradora de condomínios é ela oferecer um leque completo de serviços para o condomínio e ter uma equipe preparada e eficaz, sempre presando pela excelência do trabalho e oferecendo o máximo de tecnologia possível.

A GW tem grande importância na gestão administrativa e absorve grande parte das demandas do síndico. Conheça os serviços que oferecemos e os benefícios de ter nossos especialistas trabalhando ao seu lado!