Como melhorar a convivência no condomínio e evitar brigas durante a quarentena

Uma das principais medidas de segurança definidas pelos órgãos de saúde foi o isolamento social para evitar que o vírus da COVID-19 continue se espalhando. Mas esse distanciamento também trouxe uma série de efeitos negativos para as pessoas, que não estavam preparadas para lidar com uma situação tão atípica e estressante.

Devido ao grande número de pessoas que estão ficando em casa, o número de brigas entre vizinhos nos condomínios tem crescido consideravelmente. Muitas situações que antes não eram vistas por estarmos no trabalho ou fora de casa, agora se intensificam e precisam ser contornadas para manter o bom relacionamento entre os moradores.

As reclamações de som alto, conversa e barulho em horário inadequado são algumas das mais comuns nos condomínios, independente da quarentena ou não. Mas agora com as tarefas sendo realizadas de casa, o grande número de pessoas dentro de cada apartamento, moradores desrespeitando as medidas de segurança, e até mesmo devido às lives dos artistas que têm se tornado frequentes, os síndicos estão atuando cada vez mais como mediadores nesses desentendimentos.

Mas como melhorar a convivência e evitar esses conflitos?

O bom senso é o melhor aliado nesse momento! Circularam na internet alguns casos de moradores que estavam andando nos corredores dos prédios apenas com a roupa íntima para evitar entrar em casa com as roupas que usaram na rua, de moradores desrespeitando o fechamento de áreas comuns como quadras e playgrounds, além de pessoas se reunindo em grandes grupos dentro de casa para festas e reuniões. Todas essas situações podem ser evitadas se os moradores entenderem a importância de não violar as regras definidas pelos órgãos de saúde, e também compreenderem que alguns desses casos violam também o direito do próximo. Mantenha, então, uma comunicação frequente e saudável com os condôminos através dos aplicativos de mensagem e de materiais disponibilizados nas áreas em que ainda há circulação de pessoas.

  • Lembre os moradores que eles devem respeitar a Lei do Silêncio, e que os ruídos não devem ultrapassar 45 decibéis, que é a altura de uma conversa normal
  • As obras devem ser paralisadas, salvo as de extrema urgência como em casos de vazamento, por exemplo
  • Incentive os moradores a buscar as entregas na portaria para evitar que o vírus possa se espalhar pelo prédio. Essa é uma medida que já vinha sendo adotada antes mesmo do Coronavírus por questões de segurança
  • Evite usar as áreas comuns, e caso os moradores insistam em usá-las, defina horários de rodízio para não haver aglomeração
  • Conscientize os moradores sobre a importância de respeitar as crianças e animais, que tendem a ficar mais agitadas que os adultos em situações de confinamento, e consequentemente fazer mais barulho do que o habitual

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários ou entre em contato com a gente! Nos envie uma mensagem em nossas redes sociais! Nós somos o @gwonline no Instagram, e nos acompanhe também pelo Facebook. Siga a gente e fique por dentro das nossas novidades e confira dicas para administrar o seu condomínio! 

E falando em Coronavírus, se você ainda não viu, fizemos um post com dicas valiosas para você seguir no seu condomínio e garantir a saúde dos moradores!