Regras para animais no condomínio

Os bichos de estimação no condomínio podem conviver harmoniosamente com os outros moradores contanto que as regras relacionadas a essa situação sejam bem delimitadas. Essa boa convivência entre os moradores é essencial para um ambiente agradável, que cultive o bom-senso e o respeito.

O assunto costuma causar desentendimento entre os condôminos e os síndicos, porém deve ser observado que o Código Civil protege o direito dos moradores viverem com os seus animais. Então além de respeito mútuo, essa boa relação é determinada por lei. É possível lidar com os desafios que o convívio com os animais trazem conhecendo bem as regras

Condomínio: O que fazer?

Os moradores podem transitar livremente em seu apartamento com seu animal doméstico conforme a lei. Mas é possível traçar regras que deixem o convívio mais agradável, que se encontram inclusive na Constituição Federal.

Alguns direitos são:

  • Ter uma área delimitada para os animais;
  • Circulação de animais permitida somente com o uso de coleira;
  • Regras acerca da coleta de dejetos fisiológicos.

É importante que as regras estejam claras no regulamento interno ou na convenção, detalhando o que é permitido nas áreas comuns. É essencial saber que não pode haver restrição de raças, porte ou até mesmo impedir que andem no colo de seu dono. Um problema comum enfrentado pelo síndico é a questão do barulho. Nesse caso é preciso avaliar o volume de reclamações e se for alto, ter uma conversa amigável com o morador. Casos extremos podem ser levados a ONG’s (Organização Não-Governamental) de proteção aos animais.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários ou entre em contato com a gente! Nos envie uma mensagem em nossas redes sociais! Nós somos o @gwonline no Instagram, e nos acompanhe também pelo Facebook. Siga a gente e fique por dentro das nossas novidades e confira dicas para administrar o seu condomínio! 

Já conferiu o último post? Não deixe de aprender mais sobre proibições durante o período de pandemia!